IGREJA NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO

Instalada em 2 de maio de 1825, a Irmandade da Igreja do Livramento era composta, ao que tudo, indica por mulatos livres. Na antiga Rua do Rosa ou Rua Senador Mendonça, ou ainda mais conhecida como Rua do Livramento , no Centro da cidade, a capela consagrada a Nossa Senhora do Livramento foi levantada, ainda coberta de palhas, ao que tudo indica, em 1790. No final do século XVIII, o devoto José de Mendonça Matos Moreira construiu um pequeno templo.

Em 1825 foi iniciada a construção do outro templo, também modesto, sem torre, com uma porta frontal, duas janelas e uma cruz. O templo foi demolido, dando lugar à construção atual; em 1870, o Capuchinho Frei José Maria Cataniceta incentivou o povo a colaborar na construção do atual templo, que só foi inaugurado em 1883 – com a elevação da cumeeira e talvez com aproveitamento de parte do templo antigo. A construção da torre foi iniciada somente em 1905.

Quando foi demolido o templo anterior para dar origem à atual Igreja do Livramento, o foram encontrados vários esqueletos em seu alicerce. Muitos acreditavam ser ossadas das vítimas da Cabanagem com os “Lisos” e “Cabeludos”, em 1844 sob governo do então Presidente da Província Dr. Bernardo de Souza Franco; outros acreditavam que, por ainda não existir o Cemitério da Piedade, muitas pessoas teriam sido enterradas no templo.

A Igreja Nossa Senhora do Livramento foi tombada em instância estadual em 1988 (“Igrejas de Maceió, constituída pela Catedral Metropolitana, Igreja de Nossa Senhora do Livramento, Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, Igreja Bom Jesus dos Martírios e Capela de São Gonçalo do Amarante) pelo Decreto 33127 de 31/01/88, Processo n. 546/85, Livro de Tombo nº 2 – Edifícios e Monumentos Isolados.

Você pode localizar esta edificação em Maceió através do Google Maps (clique aqui) e também visualizá-la no Google Street View (clique aqui)!

Referências bibliográficas

COSTA, Craveiro. Maceió. 2ª Edição – Sergasa – Maceió, 1981.

GUIA DE MACEIÓ – Igrejas. Disponível em: http://www.guiamaceio.com/?lg=&pg=cultura_igrejas Acesso em: 10 jan. 2014.

LIMA JÚNIOR, Félix. Igrejas e Capelas de Maceió – Maceió: Academia Alagoana de Letras, 2002.

MÉRO, Ernani. Igrejas de Maceió. Edição do Autor – Maceió, 1987.

SECULT – Secretaria de Estado da Cultura. Disponível em: http://www.cultura.al.gov.br/politicas-e-acoes/patrimonio-cultural/patrimonio-historico/bens-imoveis/patrimonio-edificado/arquitetura-religiosa Acesso em: 10 jan. 2014.

TIRAPELI, Percival. Arte colonial: barroco e rococó – do século 16 ao 18. – São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2006. – (Coleção arte brasileira).


DOWNLOADS
Para Colorir
Projeto