ESCOLA DE NOSSA SENHORA DO AMPARO

As primeiras escolas surgidas em Maceió no século XIX estariam associadas, de modo geral, a instituições religiosas católicas, que passariam a atender tanto à formação das camadas mais abastadas quanto, em alguns casos, das camadas mais pobres da população, evidenciando a demanda instituída no crescimento e maior complexidade da vida urbana da capital.

É sob a inspiração de São Francisco de Assis, santo dos pobres e humildes, surgiria em Maceió o Colégio Nossa Senhora do Amparo, fundado em 14 de fevereiro de 1932, inicialmente sob a denominação de Escola Doméstica Maria Imaculada, ou Nossa Senhora do Amparo, destinando-se na época à educação de meninas pobres.

O colégio é mantido pela Congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora do Amparo, surgida em 1906, em Petrópolis-RJ, da preocupação do Padre João Francisco de Siqueira Andrade e de Irmã Francisco Pia com o amparo e a educação da juventude brasileira.

A escola seria construída na praça Centenário, no bairro do Farol, núcleo urbano em exaltação na época, sobretudo a partir da implantação da maior avenida da cidade, a avenida Fernandes Lima. No início do século XX, já havia grandes vias ligando o Centro de Maceió a lugares afastados do mar. Entretanto, a avenida Fernandes Lima seria a primeira a representar um ícone de modernidade e modernização em Maceió, por se tratar de uma extensa, larga e arborizada via, de fácil circulação, impulsionando dessa maneira o desenvolvimento que tomaria forma na construção dos casarões da burguesia e ainda no surgimento de novas escolas.

Em consonância com essa modernidade, a Escola Nossa Senhora do Amparo se estabelecerá numa linguagem arquitetônica que rompe com o antigo estilo eclético, mas que ainda se mostra de transição para uma vertente mais inovadora. É deste modo que a edificação será caracterizada por volumes e ornamentos geométricos próprios do Art Déco, apresentando uma fachada marcada pela simplificação formal e simetria, contendo elementos decorativos lineares, como frisos e nervuras.

A vocação católica da escola não deixará de ser traduzida no novo estilo. Assim, podemos também observar a utilização de princípios tradicionais de composição e organização espacial típicos de edifícios religiosos, como o elemento que demarca o eixo da fachada do colégio, remetendo à torre da igreja. Presente se faz ainda a Capela, configurando um volume central, de pé-direito duplo, verdadeiro ponto de articulação de todos os demais ambientes, o que talvez seja a razão para a notável ausência de um claustro na edificação, enquanto um dos principais espaços dos conventos franciscanos. Os alojamentos ainda ocupam o piso superior.

Segundo informações obtidas in loco, a Capela foi inaugurada no ano de 1937, valendo-se do mesmo estilo do colégio, com planta de autoria do pintor e desenhista alagoano José Paulino de Albuquerque Lins, um dos mais famosos da época, que também teria confeccionado seus vitrais.

Você pode localizar esta edificação em Maceió através do Google Maps (clique aqui) e também visualizá-la no Google Street View (clique aqui)!


DOWNLOADS
Para Colorir
Projeto